Sempre triplica número de atendimentos no Festival Virada em comparação a 2018/19

Vitor Santos / Ascom Sempre

A Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza triplicou o número de atendimentos, e consequentemente, os resultados alcançados na Operação Especial Réveillon 2019/2020, realizada no Festival Virada Salvador. Conforme demonstra o relatório dos técnicos da Diretoria de Proteção Social Especial (DPSE), durante os cinco dias de atividades, iniciadas na última sexta (27) e concluídas na quarta-feira (01), 1239 pessoas foram abordadas pelos técnicos da Sempre, o que representa um aumento de mais de 182% em relação à operação 2018/2019, no qual 439 foram abordadas. O número expressivo se dá por conta de alguns fatores, dentre eles, a ampliação da metodologia com foco em todo e qualquer tipo de violação de direitos e o aumento da carga horária de trabalho.

Os encaminhamentos para as unidades como CRAS, CREAs e UAIs e para unidades de saúde tiveram um acréscimo de mais de 102%. Houve aumento também de 7% de cadastros de adultos e adolescentes em vulnerabilidade social e 18% nos encaminhamentos. O número de crianças e adolescentes identificadas exercendo trabalho infantil apresentou acréscimo de mais de 11%. No Mirante Acessível do Festival da Virada Salvador, coordenado pela Unidade de Políticas Públicas para Pessoa com Deficiência, vinculada à Sempre, durante os cinco dias, 231 pessoas com deficiência curtiram o evento com segurança e acessibilidade, representando um acréscimo de 18%. 

Para a secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza, Ana Paula Matos, os registros positivos reforçam a importância de todo o trabalho realizado. “O regime de plantão e o combate de todo e qualquer tipo de violação de direitos, em especial o trabalho infantil e violência sexual contra crianças e adolescentes, ampliou a atuação da Sempre, que mais uma vez, enfatiza o compromisso e responsabilidade para garantia dos direitos”, disse. A titular da pasta municipal destaca, ainda, que “os números refletem um festival de paz, alegria, inclusão, acessibilidade e respeito, que foi o Festival da Virada Salvador 2020”.

De acordo com a diretora de Proteção Social Especial (DPSE), Juliana Portela, “a atividade preventiva, capacitação, realizada com os ambulantes, somado ao aumento do número das equipes, o trabalho realizado tanto na arena quanto no entorno, também contribuíram para o sucesso da operação”, conta. Ela explica ainda que neste ano, além do atendimento à criança e adolescente, os técnicos atuaram contra a violação de direitos de adultos também, isso abrange mulheres vítimas de violências, situação de rua, dentre outros”.

<< Voltar