Sempre realiza mais de mil abordagens sociais no Festival Virada Salvador

A Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza montou operação especial no Festival Virada Salvador 2020 para combater qualquer tipo de violação de direitos na Arena Daniela Mercury e entorno da festa. Nesses quatro dias de evento, 1150 pessoas foram abordadas pelos técnicos da Sempre e receberam orientação, encaminhamentos e acolhimento. Foram detectadas 45 crianças exercendo trabalho infantil, 33 pessoas em situação de rua, dois  envolvimentos com tráfico de drogas e uma usando álcool e/ou outros tipos de drogas.

A Sempre realizou, por meio da abordagem social, 157 cadastros e 138 encaminhamentos. 21 crianças foram encaminhadas para o Centro de Convivência, montado pela prefeitura na Escola Municipal Luiza Mahim. 15 crianças retornaram ao lar, 18 foram direcionadas para o Conselho Tutelar e 81 para as unidades como CRAS, CREAs e UAIs e três para unidades de saúde. Não foram identificados nenhuma suspeita de exploração sexual, violência física e tráfico de pessoas.

A secretária de Promoção Social, Ana Paula Matos, afirmou que “o trabalho, em regime de plantão, combateu a violação de direitos, em especial o trabalho infantil, violência sexual contra crianças e adolescentes. Foi um festival da alegria, da paz, inclusão, acessibilidade e sobretudo um festival do respeito”.

Diretora de Proteção Social Especial da Sempre, Juliana Portela explicou que “esse ano a Sempre ampliou o serviço de abordagem social”. “Não só no combate à violação dos direitos de criança e adolescente no que diz respeito ao trabalho infantil, mas a gente está dando atendimento a toda situação de violação de direitos a adultos também, isso abrange mulheres vitimas de violências, situação de rua, dentre outros”.

Os serviços de abordagem continuam nesta quarta-feira (1), último dia de Festival Virada Salvador.

<< Voltar