Secretaria de Promoção Social realiza encontro virtual para debater Racismo Institucional

Mulheres negras no contexto da pandemia é o tema da live que será realizada nesta quarta-feira (29), às 14h, e transmitida pelo perfil do Instagram @sempresalvador . A atividade é uma realização do núcleo do Programa de Combate ao Racismo Institucional (PCRI), da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), em celebração ao Julho da Pretas. Participarão do encontro a titular da Sempre, Juliana Portela, a secretária da reparação, Oilda Rejane e a militante antirracista e feminista Iracema Oliveira.


No dia 25 de julho é comemorado o Dia Internacional da Mulher Negra Afro Latino-americana e Caribenha. A data, reconhecida pela Organização das Nações Unidas – ONU, faz referência ao dia em que se realizou o primeiro Encontro de mulheres negras, latinas e caribenhas em 1992, em Santo Domingos, no Caribe, no qual os temas discutidos foram o machismo, o racismo e estratégias utilizadas para combatê-los.

A representante titular da Sempre no PCRI, Carmen Flores destaca que “A Sempre tem o compromisso com o combate ao racismo e, por esse motivo, propicia e incentiva a realização desses encontros. O Julho das Pretas é um momento de celebração, mas também de muita reflexão, para que mulheres negras, indígenas e de comunidades tradicionais possam refletir e fortalecer suas lutas diárias.”


“Na Secretaria realizamos estas ações para debater com os técnicos da Secretaria o tema do racismo institucional, com o objetivo de refletir sobre as práticas diárias de atendimento e prestação de serviço à população em situação de vulnerabilidade, em sua maioria negra, recebida nos equipamentos socioassistenciais” enfatiza a secretária da Sempre, Juliana Portela.

PCRI – é um programa Internacional implementado pela Prefeitura Municipal de Salvador, sob a coordenação da Secretaria da Reparação, para o combate ao racismo institucional e a promoção da igualdade racial em todos os órgãos e entidades da administração pública municipal. É fruto das lutas do Movimento Negro e dos desdobramentos da III Conferência Mundial contra Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e todas as formas correlatadas de intolerâncias, realizada em Durban, na África do Sul, em 2001. Em Salvador, no dia 22 de março de 2013, foi assinado o decreto n° 23.837, que dispõe sobre a criação, composição, estruturação, competências e funcionamento do Grupo de Trabalho Intersetorial (GTI) de combate ao racismo institucional e de promoção da igualdade racial da Prefeitura Municipal de Salvador, formado por servidores municipais organizações da sociedade civil organizada.

<< Voltar