Cras e abordagem social realizam mais de 68 mil atendimentos durante pandemia

Foto: Vitor Santos / Ascom Sempre

Em três meses de pandemia do coronavírus em Salvador, a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre) vem, desde o início, intensificando as ações voltadas às pessoas em vulnerabilidade social.  Nesse período, foram mais de 43 mil atendimentos nos bairros que passam, ou passaram por medidas restritivas, 68.091 pessoas atendidas nas abordagens sociais e Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e R$ 25 milhões já pagos pelo programa Salvador Por Todos, lançado pela prefeitura, para trabalhadores informais da capital.

Nos pontos de distribuição de quentinhas, foram 354.582 refeições entregues, 32.657 abordagens sociais realizadas, 35.434 atendimentos dos Cras (Centro de Referência de Assistência Social), mais de 60 mil cestas básicas doadas, 30.156 atendimentos nos Centros Pops, 1.737 acolhimentos, 38.271 beneficiários do Salvador Por Todos, mais de R$ 25 milhões  pagos e 43.231 atendimentos nos bairros de restrições. 

Para a secretária da Sempre, Juliana Portela, as ações contínuas refletem o trabalho humanizado com aqueles que mais precisam.  “Mais do que um número, o trabalho da secretaria é refletido em pessoas acolhidas, assistidas e protegidas. Estamos todos os dias nas ruas com serviços de abordagem social, atendimentos dos Cras, acolhendo, orientando, distribuindo refeições, kits de higiene, ampliando auxílios financeiros, tudo isso para garantir as necessidades básicas daqueles que mais foram afetados nessa crise econômica e social”, pontuou. Ainda conforme Portela, para além das ações, “a história individual de cada pessoa é respeitada por todos os técnicos da Sempre, e isso faz toda diferença na função da assistência social”.

O atendimento e assistência realizada pelo Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas) busca identificar famílias e/ou indivíduos em situação de risco e com direitos violados, além de promover o acesso à rede de proteção, serviços e benefícios socioassistenciais. Outro ponto importante destacado pela pasta é o Cras Itinerante. O Centro de Referência de Assistência Social se deslocou para diversos bairros da capital, onde identifica o perfil de famílias e indivíduos que estejam em situação de risco para a concessão de benefícios sociais e dar suporte na retirada de documentos pessoais. 

 

<< Voltar